12/05/2006

A condição humana


Assunto não me dava assunto e, pouco antes de soçobrar na cama, um tema me veio como resposta à pasmaceira que me assolava: A própria falta de assunto: Essa é a condição humana: Daí vem o patético esforço para dar sentido à vida (a nossa, é claro, porque a Vida vive independentemente da gente). Busquei nos alfarrábios da web algumas imagens e variações sobre o tema e encontrei frases como essa de Woody Allen: "A diferença entre a morte e o sexo é que a morte é algo que você pode fazer sozinho e sem que ninguém ria de você depois". Mais adiante encontrei a pérola ofertada por um fabricante de linguiças que foi multado por falta de higiene em sua fábrica: "Gente que gosta de linguiça e acredita na lei, nunca deveria olhar como ambas são feitas". E Rabelais emendou um conceito de Ser Humano digno de seu curriculum: "Todos são mais ou menos iguais. E os melhores não valem nada". Sem deixar a bola cair, Klaus emendou: "O diabo é um otimista, ele acha que pode tornar as pessoas piores do que já são". Com esse cenário ao fundo, torna-se necessário sublimar, inventar algo que possa mostrar aos deuses que nós, apesar de tudo, ainda conseguimos rir e apreciar essa josta. E, mais ainda, inventamos a música, o vinho ou, como prefere Vinícius de Moraes, o uísque, que, a seu ver, é o melhor amigo do homem: "O uísque é o cachorro engarrafado". Então, driblando Desventura, abro uma garrafa e preparo uma dose para degustar ao som do cd I remember Charlie Parker, do olímpico Joe Pass.

12 comentários:

Anônimo disse...

É isso Salsa, sacode a pena e dê vida à página.
O Joe Pass está só ou bem acompanhado? porque ele só, acho que está sempre mal acompanhado.

Cretino, habitante de Creta disse...

sou anônimo não

Salsa disse...

Pô, o pior é que ele está só. Quer saber? O disco, nem de longe, lembra o nosso Bird. Me diga, caro anônimo, será que Pass toca sozinho por que ninguém quer tocar com ele ou é por que ele acha que, sozinho, dá conta do recado? Enfim, ego-trip faz parte da condição humana.

Cretino, de Creta disse...

Pô, Salsa, não sou anônimo. Não me crie traumas. Sou o Cretino, de Creta.Preserve minha identidade. PÔ Salsa, você é ou não é pisikinalista? Tem dó!
Aliás, concorda q o Pass só, é mal acompanhado e, acompanhado, está sempre bem, ou mal ?Ele sempre precisa de uma ajuda, como nós, ao se ouvir o Pass.
Passo. Tô fora.

Salsa disse...

É fato, é fato, Sêo Cretino. Os discos solos do rapaz são algo cansativos. Tem alguns cds com ele ao lado do pianista Oscar Peterson que são bons: parece que tem que ter alguém empurrando o rapaz pra ele poder tocar direito. Quando escrevi o texto, peguei o primeiro disco que estava pela reta. Ele cumpriu a função: dormi rapidinho.

John Lester disse...

Sei lá ... Passar o ferro assim no Pass parece coisa de cretense mesmo. Afinal, se um cretense afirma que todo cretense é mentiroso ele está mentindo ou dizendo a verdade ? É nó na madeira, lenha na fogueira ...

jazzigo disse...

Aqui todos são. A mentira é tanta que se torna real. Pass é um ícone, mas também é chato. Concordo que quando ele está sozinho fica muito babão.

cretino do creta disse...

Cretino não é mentiroso, nunca. Cretino é cretino. Cretino, e Creta, não mente sobre o Pass.Atenção !

Psiquinho disse...

Se o cretense está dizendo a verdade, então a frase 'todo cretense é mentiroso' é verdadeira, logo o cretense mentiu.

Mas, se o cretense mentiu, então a frase 'todo cretense é mentiroso' é falsa, o que nos leva a concluir que ao menos um cretense diz a verdade. Logo, Joe Pass pode realmente ser insuportável. Cqd.

Anônimo disse...

PÔ Salsa, arrasou! Rabelais disse tudo!
Aí vai o tema de minha tese, q. defendo no dia-a-dia: Extinção pura e simples do ser humano, deixar o planeta entregue à vegetação e aos animais irracionais!Esse é meu sonho de consumo!

Rafael disse...

que tipo de idiota cretino pode dizer que joe toca mal ... só pode ser surdo ou nunca tenha pegado numa guitarra na vida

Rafael disse...

gostaria de ver criticas tbem do grant green pra mim grande expoente da guita no jazz junto com joe e do trompetista tom harrel mais resenha e comentarios de quem pelo menos escutou mais de 2 aalbuns e curta no caso do grant guitarra e do outro trompete..e guita brazuca do helio delmiro e do cd sombrasa em som maior pra ,mim o melhor cd de jazz instrumental brasileiro. e salsa cala a boca. seu comentario sobre o joe é infundado alias se curti jazz? (mesmo)