01/11/2010

Desafio Jazzseen 2010 - Segundo turno




Prezados amigos, conforme as regras de nosso edital, o Desafio Jazzseen 2010 exigirá segundo turno.

Infelizmente, nenhum dos participantes acertou as quatro perguntas abaixo e, assim, ninguém irá receber gratuitamente o espetacular Box-Set Begin the Beguine, do clarinetista e líder de orquestra Artie Shaw, com 10 CD's. Contudo, haverá um vencedor do bolsa-jazz!

Pergunta 1: Qual o nome do saxofonista que toca na faixa a seguir:
.

Resposta: Francesco Cafiso (A faixa interpretada é Louisiana, retirada do álbum Happy Time, lançado em 2006 pela CamJazz).


Pergunta 2: Quais os nomes dos dois músicos acima, da esquerda para a direita?
(Caso necessário, clique aqui para ampliá-la)


Resposta: McCoy Tyner e Eubie Blake.




Pergunta 3: Qual o nome do músico acima?
(Caso necessário, clique aqui para ampliá-la)





Resposta: Jan Allan, trompetista já citado em uma de nossas resenhas. A foto foi retirada do site Norrbottensmusiken.
















































































































































































































Pergunta 4: Qual o autor do texto abaixo e qual o título do livro em que foi publicado?


[ Em 1917, o Literary Digest, ora extinto, porém então muito lido, observou que “estranho vocábulo granjeou largo uso nas fileiras dos nossos produtores de música popular; é “jazz,” empregado principalmente como adjetivo descritivo para uma banda”. Isto é um tanto vago, mas, pelo menos, prova que a palavra “jazz” se estabelecera como termo musical nos Estados Unidos antes do fim da Primeira Guerra Mundial. Ninguém sabia ao certo donde vinha a palavra, quase ninguém sabia exatamente o que significava, exceto que tinha algo que ver com orquestras de dança. Hoje, sabemos muito mais a respeito do jazz, mas ainda temos dúvidas quanto à origem da própria palavra.

Muitas teorias existem sobre a etimologia da palavra “jazz”. Quase todas são fantasiosas, sobretudo as que pretendem que “jazz” derive do nome de algum músico negro, como Jess, ou Chaz (abreviação de Charles). Mais plausível é a sua derivação do patoá negro da Luisiana, embora haja dúvidas quanto à origem francesa ou africana do radical. Uma teoria afirma que a raiz é a do verbo francês jaser, que significa tagarelar, palrar; outra sustenta que formas como jas, jass, jazz e jasz provêm de um dialeto africano. A primeira vez que a palavra “jass” (conforme então se escrevia) surgiu designando certo tipo de música foi, segundo parece, em 1915, quando no Lamb’s Café de Chicago se anunciou em cartaz uma banda de Nova Orleans como “Brown’s Dixieland Jass Band”. Contudo, segundo testemunho de Lafcadio Hearn, a palavra já era conhecida muito antes em Nova Orleans; e, certamente, a música que veio a ser chamado “jazz” existia havia vários decênios, quando do episódio de Chicago.]



Resposta: O autor é Gilbert Chase e o livro é Do salmo ao jazz: a música dos Estados Unidos. Porto Alegre: Ed. Globo, 1957.






Analisando todas as respostas enviadas pelos concorrentes, verificamos que a primeira resposta correta foi emitida por Érico Cordeiro, quando identificou McCoy Tyner e Eubie Blake (Pergunta 2). Infelizmente, logo em seguida, Érico altera sua resposta para Oscar Peterson e Eubie Blake.

A segunda resposta correta foi emitida por Takechi, identificando Francesco Cafiso (Pergunta 1).

O primeiro concorrente a emitir duas respostas corretas foi Pituco, identificando Francesco Cafiso (Pergunta 1) e McCoy Tyner e Eubie Blake (Pergunta 2).

No mais, não houve nenhuma resposta correta para as perguntas 3 e 4.

Mas algumas observações importantes devem ser feitas em relação ao nosso Desafio 2010:

1) Érico Cordeiro identificou a obra original, em inglês, que corresponde à Pergunta 4. Embora a resposta devesse ser dada em português, não podemos negar a valorosa participação do concorrente.

2) Embora Pituco tenha sido o primeiro a responder corretamente o maior número de perguntas (duas), ele manifestou a vontade de não receber seu prêmio, a bolsa-jazz, solicitando que o prêmio (álbum Lennie Niehaus Vol. 3, The Octet, novo, lacrado e sem custo de frete) fosse enviado a um dos concorrentes: Érico Cordeiro ou Takechi.

Sendo assim, diante do impasse, solicito aos amigos que definam, através do voto, para quem deve ir o bolsa-jazz: Érico Cordeiro, Takechi ou Pituco?

As votações serão encerradas na sexta-feira, dia 05/11/10, às 23:59.

27 comentários:

Salsa disse...

pro salsa.

thiago disse...

to sem titu, posso votar?

Internauta Véia disse...

Érico Cordeiro

Vagner Pitta disse...

Érico

Anônimo disse...

Érico Cordeiro.

John Lester disse...

Prezado Anônimo, queira por gentileza identificar-se, de modo que possamos computar seu voto.

Obrigado, JL.

Marília disse...

Meu voto vai pro Pituco. Beiju!

Carioca da Vila disse...

Érico

LeoPontes disse...

Para o correlato contrabaixista
Erico maranhense.

Abrçs

Don Oleari disse...

Para Mr. Cordeiro.

Internéscio Silva disse...

Eu voto no Takechi!

PREDADOR.- disse...

Mediante suas explicações, mr.Lester, o disco do Niehaus, por direito, deverá ir para mr.Cordeiro.

coimbra disse...

Voto no Cordeiro, que de cordeiro não tem nada: escreve como uma fera.

APÓSTOLO disse...

ÉRICO ! ! !

APÓSTOLO disse...

Prezado JOHN LESTER:

Parabéns = belo teste e excelente "audiência", merecida.
Aguardaremos os anos vindouros.

John Lester disse...

Todas as pesquisas indicam que Érico tem 98% dos votos, contra 1% de Pituco e 1% de Takeshi. Como diriam Lula e Nelson Rodrigues: a unanimidade é uma delícia.

Grande abraço, JL.

pituco disse...

master lester,

e a brincadeira continua...bacana

agora, não entendo por que meu nome lista como candidato...já sou dentetor do prêmio, só quero repassá-lo ou ao érico san ou ao takechi...

vale lembrar que desde o início não queria participar desse desafio, por causa do quiprocó do ano passado...mas, por tua insistência(é só rever comentários), fui demovido, contudo sem aspirar o prémio...então, peço que retire meu nome da votação (não faz sentido).

é isso aí
boa sorte
e segue a brincadeira...vamuquivamu

abraçsonoros

John Lester disse...

Assim sendo, temos que o segundo turno prossegue apenas entre Érico Cordeiro e Takeshi.

Grande abraço, JL.

Don Oleari disse...

Entonces, a militância entra em campo para eleger Mr. Érico Cordeiro.

APÓSTOLO disse...

ÉRICO ! ! !

Coloda disse...

Pelo explicado,o premio é do Érico Cordeiro.

John Lester disse...

Termina hoje nossa eleição. Volta a lembrar que, no Brasil de hoje, não é possível votar com o título de eleitor. Portanto, traga qualquer outro documento para exercer seu direito.

Grande abraço, JL.

APÓSTOLO disse...

Prezado JOHN LESTER:

Não atoa a mais recente "piada de brasileiros" de nosso estimados irmãos (???!!!) lusos é que "o Brasil é o único pais do mundo em que o título de eleitor não serve para votar".
Somos troça, logo de quem . . .
Tivemos uma eleição para a presidência, mas seguimos sem DEMOCRACIA, já que o Congresso apenas se pronuncia para disputar cargos designados pelo Executivo, enquanto que o Judiciário, dos 10 Juizes atuantes (quando atuam) 07 foram indicados pelo apedeuta; 01 deles devidamente reprovado em exame para o cargo de magistrado.
DEMOCRACIA faz-se com os 03 poderes atuantes, com independência, tendo todos os seus ocupantes devidamente aprovados em exames de suficiência técnica e escolar (ou será que estou sonhando com o mundo da competência???!!!).
Você que, como eu, teve que estudar pelo menos cerca de 20 anos para sua primeira formação universitária, deve pensar lá com seus botões como é possível tantos "desinstruidos" (como diria Magri) mandarem no Brasil.
Enfim, respeite-se a decisão das urnas: pelo menos serve para mais de 50% dos votantes "válidos" imaginarem que vivem numa democracia...
E viva o ÉRICO, que ele merece ! ! !

John Lester disse...

Estão encerradas as votações. O grande vencedor é Érico Cordeiro!

figbatera disse...

Ele merece!

Anônimo disse...

Desta eleição eu gostei...

Anônimo disse...

Desta eleição eu gostei...