09/05/2006

A strange kind of blues


A primeira música de Mose Allison que eu ouvi foi Your mind is on vacation, inserida em uma coletânea cujo nome me escapa nesse momento. Além da letra super divertida, o que atraiu a minha atenção foi a linguagem peculiar desse pianista que, pelo que parece, é amado por alguns e odiado por muitos. Li algumas críticas nem um pouco favoráveis à sua perspectiva musical. O único que me falou bem dele foi o nosso chapa Rogério Coimbra, membro efetivo e titular do time do Clube das Terças. O camarada faz um som que marca o ouvido de qualquer ouvinte: um blues tocado de um jeito (joga no time do jazz) que o torna único no meio da multidão de blueseiros que existe por aí. Acrescente-se ao molho a sua voz um tanto quanto esquisita: podemos chamá-la de antivoz (num cenário no qual são privilegiadas as vozes de longo alcance). Estou, agora, ouvindo o disco Sings the 7th son. A versão de Don't get around much anymore com a peculiar nota blues soou-me muito, muito agradável. Cool.

Bem, mas se você for convidado para o jantar a baixo e aceitar o convite, sugiro como trilha sonora a faixa citada no início do nosso papo: Your mindis on vacation.

6 comentários:

Salsa disse...

Acrescente musical depois de "linguagem".

Lumbriga disse...

Tá adicionada.

Anônimo disse...

LUMBRIGA!!!!!!??????

Procto disse...

Helmintos e platelmintos... deve rolar uma sonzeira nas tripas.

John Lester disse...

Salsa, creio ser urgente uma mp3ção desse disco for me.

Thanks, Jazzseen.

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e