28/04/2007

Go to Wes


Ainda meio letárgico em função do furdunço comemorativo do 6.0 de Rogério Coimbra, sócio fundador do Clube das Terças, escrevo essas parcas linhas sobre o grande guitarrista Wes Montgomery. Na verdade, não há mais o que falar desse ícone: todos sabem que ele toca pra caramba e é referência para milhões de guitarristas ao redor do mundo. Dizem que aquele timbre peculiar que ele tira de sua guitarra deve-se ao fato de ele usar o polegar (vulgo dedão ou mata piolho) para acariciar as cordas de sua guitarra. Alguns amigos, contudo, destacam que, às vezes, ele abusa da sorte. Reinaldo, por exemplo, acha que a conga que povoa o disco So much guitar é totalmente dispensável. Eu, por minha vez, não gosto do disco Fusion!. Mas, é o tal negócio, o cara tem o direito de ser gente. Deixarei uma coletânea para vocês ouvirem (basta clicar sobre o nome das músicas - a senha é jazzseen): Leila, Billie's Bounce , Sam sack, Born to be blue, Sandu. Aproveitem.

9 comentários:

minerim de guarapari disse...

É, o moço toca direitim

Fuser disse...

vim agradecer sua visita ao Outono...lá ando a brincar com a música que gosto de ouvir. Aqui gostei muito de ter vindo e vou levá-lo comigo.

Antes disso vou ouvir tudo que tenho direito hehehehe

um abração

lee fuser

Salsa disse...

Seja bem-vindo Fuser

John Lester disse...

Pela alegria, energia e bom humor, Rogério parecia estar completando 20 anos. Como se não bastasse, recebeu os amigos com excelente música, bebida e comida. Quanto ao Wes, não lembro se rolou. Mas Billie Holiday eu sei que compareceu. Festão!

Guzz disse...

pois é salsa,
eu já acho "So Much Guitar" um dos melhores, chega a soar instrospectivo em alguns momentos, até em sua gravação a guitarra fica isolada em um canal

agora, Wes obrigatório é o "Incredible Jazz Guitar Of", o disco de cabeceira de que gosta de guitarra.
e até hoje não entendo essa técnica do polegar, é muito louco isso !
vi nosso brazuca Ricardo Silveira fazer um tributo a ele fantástico respeitando todas as nuances ...
e a verdade é que todo guitarrista faz um tributo a Wes

abraço

Salsa disse...

Concordo com você, Guzz, em gênero, número e grau.

João Luiz disse...

Festa ímpar a do aniversário de Rogério: comida, bebida, organização, tudo de primeira. E ainda fomos brindados, no decorrer do evento, com uma "Jam session" - quarteto formado por Escovão(se revezando com Marco Antonio Grijó) na bateria, Paulinho da Embratel no baixo, Salsa no sax tenor e Sergio Portugues ao piano. Sensacional. Foi duplamente parabenizado o Rogério : pela passagem de seu aniversário e pela bela recepção que nos proporcionou. Alías ,depois dessa citação toda, fatalmente o instigante Predador irá perguntar: o que é que tem a ver Wes Montgomery com o aniversario do sr. Rogério ? Eu logo respondo: Nada e Tudo.

PREDADOR.- disse...

Depois dizem que eu sou isso, sou aquilo outro, etc, mas no "post" destinado a comentarios sobre Wes Montgomery, vem o sr. João Luiz, reconhecendo a sua falta do que fazer, dissertar sobre festa de aniversário. Durma-se com um barulho desses!

Anônimo disse...

Caro Predador,
Eu estou desconfiando que vc está levemente irritado só porque não foi convidado para a festa. Relaxa e aproveita o som.