10/07/2008

Bocato

Itacyr Bocato Júnior (Bocato), trombonista brasileiro do samba, choro e jazz, destaca-se também como arranjador e compositor. Começou a estudar música aos sete anos, na Escola Municipal Baeta Neves. Mais tarde estudou na Fundação das Artes de São Caetano, no Instituto de Música do Planalto e na Universidade Estadual de São Paulo, onde se especializou em composição e regência. No final da década de 1970 começa sua carreira profissional, atuando ao lado de artistas como Arrigo Barnabé e Itamar Assunção. Na década seguinte trabalha com Elis Regina, além de atuar como músico de estúdio. Em 1982 forma a Banda Metalurgia, com a qual grava o long play homônimo, considerado o melhor álbum instrumental daquele ano. Ainda na década de oitenta grava Lixo Atômico (seu primeiro álbum solo, de 1985), Sonho de Um Anarquista (1987), Concerto Para Um Trombone Quebrado (1988) e, no ano seguinte, os álbuns Abruxa-te e Aqui Jazz Brazil. Nas décadas posteriores Bocato participa de várias turnês e shows pela Europa e Rússia, apresentando-se com sua banda ou acompanhando artistas como Leny Andrade e João Donato. Realiza também a gravação de novos álbuns, como Ladrão de Trombone (1990), Bem Dito (1996), Tributo a Pixinguinha (1997, concorrendo ao Prêmio Sharp de melhor arranjador), Samba de Zamba (1999), Acid Samba (2001) e Antologia da Canção Brasileira (2005). Instrumentista hábil, Bocato soube acomodar com inteligência diversas influências, tanto as de artistas tradicionais, como Severino Araújo e sua Orquestra Tabajara, quanto as da vanguarda paulista dos anos 70’. Apaixonado pela música clássica, pelo samba e pelo jazz, Bocato é responsável por uma música original, rica em elementos populares e de alto padrão artístico.

6 comentários:

dantas disse...

Gostei um bocado.

Salsa disse...

rs
lá em mucurici pronuncia-se "m'cado"

Internauta véia disse...

Choro, samda (Bossa Nova) e Jazz, quer coisa melhor? Além de tudo, o Bocato é uma simpatia...!

FIGBATERA disse...

Eu também sou fã desse cara...

daniel disse...

Não conhecia, mais um pra coleção. Valeu Fred!

Don Oleari disse...

Bravante:
Sou vidrado no Som do Bocato. Bocato fez parte também da banda Isca de Polícia, que tocou com o Itamar Assunção, citado por você.Uma beleza! Desconhecia alguns dos discos que você listou. Vou caçar...Abraço do Oleari.