13/12/2009

Rapaz de bem


Johnny Alf, grande compositor, pianista, cantor, um dos precursores da bossa nova, precisa de ajuda. Quem puder fazer algo por "Genialf" (como Tom Jobim chamava-o), a seguir as infos passadas por seu empresário, Nelson Valencia: Oi Pessoal! O Johnny entrou em uma fase mais agressiva do tratamento, está fazendo quimioterapia, em função disso, acontece uma baixa de imunidade, por isso tem precisado receber transfusão de sangue. O Banco de Sangue do Hospital Mário Covas, está pedindo doadores. Quem puder ou conhecer quem possa, por favor, peço essa ajuda. Apesar da agressividade do tratamento, no geral, ele está reagindo bem. Ontem ele me pediu para levar as partituras, pois quer montar o roteiro para um novo show, pesquisando músicas que não toca há muito tempo. Esse é o melhor sinal, é o milagre da música. Assim seja!

Hospital Mário Covas - Fone 2829-5000

Banco de Sangue - procurar a Catarina

Doar para Alfredo José da Silva



De 2a. a sábado das 8 às 13h00

Idade de 18 a 65 anos, com mais de 50 Kg

Pode tomar o café da manhã

Qualquer tipo de sangue.

O Hospital fornece atestado para quem precisar.



O Hospital Estadual Mário Covas está localizado na Rua Henrique Calderazzo, 321, Bairro Paraíso, em Santo André, próximo ao Shopping ABC e ao Hospital Brasil.



No endereço abaixo tem um mapa com a localização:

www.hospitalmariocovas.org.br/internas.aspx





Abraços,

Nelson

9 comentários:

APÓSTOLO disse...

Desculpem-me por minha santa hemo-ignorância, mas porque pessoas com saude, ainda que com mais de 65 anos, não podem ser doadores ? ? ?
Já deixei de contribuir em diversas ocasiões em função desse limite. Nesse caso, com maiores razões, contribuiria.

edú disse...

Johnny é um dos maiores gênios da música mundial.Tive o privilégio de saudar a passagem de seus 80 anos neste ano que melancolicamente se finda.Doar sangue, independente do fim,é uma atitude humanitária.

HotBeatJazz disse...

Ô¬Ô

Prezado apóstolo, compartilho de tua santa-hemo-ignorância, inclusive alguns amigos que tenho em sampa, não puderam doar devido a este limite. Será um hemo-burocracia?

Abraços

Ô¬Ô

pituco disse...

pôxa, também desconhecia esse limite de idade imposto para doadores...por quê será?

de qualquer maneira, também divulgo a campanha lá em meu blog

abraçsons pacíficos

John Lester disse...

Prezado Mestre Pituco, foi em função de seu blog que tomei conhecimento do drama vivido pelo inigualável Alfredo. Espero que o sangue chegue a tempo.

Ainda não me aproximei dos 50, portanto prefiro ater-me às orientações médicas: creio que Alf não seria a cobaia ideal para alterarmos o limite etário de doação de plaquetas.

Noto apenas que a região que circunda minha cintura amplia-se a passos largos, o sono vem com mais frequência e os apetites são mais dissimulados. Talvez nem seja a idade, mas o vinho, a vodka, as noites rasgadas, o trabaco e damais sunbstâncias que insistem em nos rodear.

Sinceramente? Não creio chegar aos 70 e, caso chegue, não aceitaria meu sangue.

Grande abraço e, caso os tenham, supliquem aos netos algumas gotas preciosas de juventude.

Grande abraço, JL.

Érico Cordeiro disse...

Mestre Lester,
Johnny Alf merece todo o nosso carinho e atenção.
De cá, da querida (porém distante) São Luís, torço para que a campanha seja bem sucedida.
Grande abraço aos queridos amigos que por aqui tenho o prazer de encontrar!

pituco disse...

master lester,

em questões de saúde e excessos irresponsáveis, minha saudosa 'nona'(que não é a de bethoveen)sempre dizia...'cuidado com o fraldão'...rs

às vezes uma nota soa mais do que uma escala inteira...ou não?...rs

abraçsons e saúde a todos

Internauta Véia disse...

Formidavel Johnny Alf...
Boa sorte para vc! Que aparecam muitos doadores...

Tb. conheco alguém que lembra sempre do "fraldão"...!

coimbra disse...

JL,

Johnny Alf, como Pixinguinha, foram batizados como Alfredo. Dois gênios da música brasileira e revolucionários às suas épocas.
Além do lamento, pena que ninguém do CTF possa ser doador, impedidos pela idade.