05/01/2011

II Festival de Jazz do Rio

André Tandeta

Para os amantes do jazz e da boa música instrumental acontece a partir de  hoje o II Festival de Jazz do Rio em Copacabana trazendo atrações nacionais e internacionais que subirão ao palco da Sala Municipal Baden Powell apresentando o melhor dos clássicos do jazz, sucessos do jazz contemporâneo, releituras, mix de música negra americana com ritmos nacionais, temas da música erudita com arranjos jazzísticos e muito mais.

Em sua segunda edição, o festival se estenderá por todo o mês de janeiro, de quarta a domingo, sempre às 20h, com entrada a R$30, um preço bem razoável para o carioca, só não dá para ir todos os dias.

O II Festival de Jazz do Rio traz grandes nomes do mundo do jazz como Scott Feiner,lançando seu novo CD "Accents", Idriss Boudrioua, Marcel Powell, Jean Pierre Zanella, Thiago Ferté, Mike Ryan – Quinteto Triboz, Jefferson Gonçalves, Tutti, Baixada Jazz, Zé Luis Maia e muitos outros. Além de Scott Feiner, outros quatro lançamentos acontecerão durante o festival: Thiago Ferté lança seu primeiro trabalho soloUnderground Scene’, André Vasconcellos lança “Dois”; Ana Azevedo o seu “A tempo”; e Augusto Mattoso lançando seu primeiro CD.

Programação completa e um pouco mais sobre cada atração:

Dia 05/01 (quarta -  feira) André Tandeta e Daniel Garcia
O baterista André Tandeta e o saxofonista Daniel Garcia apresentarão composições próprias e clássicos do jazz, como Só por Amor de Baden Powel, Dance of the Infidels  de Bud Powel, Confirmation  de Charlie Parker, One Finger Snap de  Herbie Hancock, Moment´s Notice  de John Coltrane, Evidence de Thelonios Monk, entre outras.
O grupo é formado por André Tandeta – bateria, Daniel Garcia – saxofone, Augusto Mattoso – contrabaixo e Rafael Vernet – piano

Dia 06/01 (quinta – feira) – Scott Feiner & Pandeiro Jazz
Show de lançamento do CD "Accents" (Zoho) do músico norte-americano Scott Feiner. Este seu terceiro CD é uma mistura de temas de autoria própria e de seus colegas de Nova York, além de clássicos como Watermelon Man, de Herbie Hancock.
O grupo é formado por Scott Feiner (pandeiro), Rafael Vernet (piano), Josué Lopez (saxofone), Guto Wirtti (contrabaixo)

Dia 07/01 (sexta-feira) – Taryn Szpilman – Tributo a Billie Holiday
A cantora prestará homenagem a uma das grandes divas do jazz, Billie Holiday, e apresentará os maiores sucessos de sua carreira como:  Don´t explain, Lover come back to me, Lover man, You´ve changed, I´m a fool to want you, Fine & mellow, Georgia on my mind, The very thought of you, Night and Day, Summertime, How deep is the ocean, Stormy Weather, All of me, Teach me tonight, God Bless the Child
O grupo é formado por Taryn Szpilman – Voz, Claudio Infante – Bateria e direção musical,Jeferson Lescowich – Contrabaixo, Guilherme Schwab – Guitarra

Dia 08/01 (sábado) – Idriss Boudrioua Quarteto
Radicado no Brasil desde 1982, Idriss é um dos nossos mais atuantes saxofonistas. Com seu quarteto, o músico apresentará temas clássicos do jazz e músicas de seu CD Paris-Rio, tais como Here’s that rainy day de Jim Van Heusen e Invitation de Kaper/ Washington, entre outras.
O grupo é formado por Idriss Boudrioua – sax alto, Alberto Chimelli – piano, Sergio Barrozo – contrabaixo, Rafael Barata – bateria

Dia 09/01 (domingo) – Vander Nascimento & Jazz Brasil Ensemble
O trompetista carioca, integrante da Orquestra Tabajara, o músico apresentará clássicos do jazz.

______________________________________________________________________
Dia 12/01 (quarta-feira) – Marcel Powell Trio
O violonista interpretará variados estilos musicais, que vão desde Lamartine Babo, de l937, até o jazz atual, passando por clássicos da música popular brasileira, tais como O Morro não tem Vez, de Tom Jobim, e Lamento Sertanejo, de Gil e Dominguinhos.
O grupo é formado por Marcel Powel – violão, Sandro Araujo-bateria e Josias Pedrosa-Baixo

Dia 13/01 (quinta-feira) – Orquestra de Bolso + Gravíssimo Bass Ensemble
Os grupos de cordas tocarão temas de Jazz e MPB, entre os quais destacam-se Haunted Heart, If I should Loose You, Vatapá de Dorival Caymmi e Vivo Sonhando de Tom Jobim.
O grupo é formado por Nickolay Sapondjiev – violino, Ivan Zandonade – viola, Emilia Valova – cello, Lipe Portinho, Augusto Mattoso e André Santos – contrabaixos, André Tandeta – bateria e Ana Azevedo – piano

Dia 14/01 (sexta-feira) – Jean Pierre Zanella
Saxofonista, compositor e arranjador, músico conhecido e respeitado no cenário da música de Quebec, no Canadá, fundou, com a esposa Mima Souza, o "Festival de Musique Brésilienne de Montréal" (FMBM), para o qual levou diversos artistas brasileiros, entre os quais Victor Biglione, Marcos Valle e Boca Livre.
Recebeu do governo brasileiro a "Ordem do Rio Branco", por incentivar e promover o intercâmbio cultural entre Brasil e Canadá.
O grupo é formado por Jean-Pierre Zanella -  saxofones, Marquinho Nimirichter – piano, Remi Jean Leblanc -  contrabaixo, Rafael Barata – bateria.

Dia 15/01 (sábado) – Eduardo Neves
Eduardo Neves dá novo fôlego ao Choro e ao Samba com o seu fraseado que mescla a tradição com influências contemporâneas do Jazz e World Music, e apresentará composições próprias tais como Iate Clube Jardin Guanabara e Pagode Jazz Sardinha’s Clube, entre outras.
O grupo é formado por Eduardo Neves – Sax e Flauta, Vitor Gonçalves – Piano, Luis Louchard – Baixo, Ricardo Costa  – Bateria
Participação Especial – Moisés Alves – Trompete

Dia16/01(domingo) – Ana Azevedo
A pianista lança com seu quarteto seu primeiro CD solo, A Tempo, e apresentará composições próprias tais como Trindade e Vida Segue, e clássicos da MPB como As Aparências Enganam, de Tunai, entre outras. O grupo é formado por Ana Azevedo – piano, Alex Moraes – guitarra, Lipe Portinho -  contrabaixo e André Tandeta – bateria.

_________________________________________________________________________________________________________________________________
Dia 19/01 (quarta-feira) – Augusto Mattoso Trio
O contrabaixista lança seu primeiro CD com composições próprias.
O grupo é formado por Augusto Mattoso – contrabaixo, Itamar Assieri – piano e Rafael Barata – bateria.

Dia 20/01 (quinta-feiara) –Quinteto Nuclear
O grupo apresentará releituras de temas do jazz considerados ‘lado B’ da década de 60 e do jazz contemporâneo.
O grupo é formado por Dan Sebastian – trompete e flugel, Marcelo Santos – saxophones, Thiago Amorin – piano, Pablo Arruda – baixo acústico e elétrico e Pedro Mamede – bateria.

Dia 21/01 (sexta-feira) – BJBB – Baixada Jazz Big Band
Essa nova big band formada, em sua maioria,  por músicos de Nova Iguaçu, apresentará arranjos clássicos de Thad Jones, Bill Hollman, Sammy Nestico, Henri Mancini, Don Sebeski, entre outros.
Trompetes – Altair Martins (lead e diretor musical), Cláúdio Leandro, Valtecir (Bubu) e Diogo Gomes
Trombones – Luis Pimenta, Eliseu, Libni e Reinaldo Seabra 
Saxofones – Idriss Boudrioua, Zé Maria, João Batista de Morais (coordenador musical), Edésio Gomes e Carlão
Bateria – Kleberson Caetano
Piano – Adaury
Contrabaixo – Cesão Dias

Dia 22/01 (sábado) – Estações Porteñas – Noite Piazzolla
O grupo fará uma apresentação somente com músicas do compositor argentino, entre as quais Adios Nonino e as Quatro Estações Portenhas.
O grupo é formado por Ana Azevedo – piano, Lipe Portinho – contrabaixos, André Tandeta – bateria, Nickolay Sapondjiev – violino e Emilia Valova – cello

Dia 23/01 (domingo) -  Zé Luis Maia
O baixista apresentará temas de seu pai, Luizão Maia, entre outros do samba-jazz.
O grupo é formado por Fernando Merlino – Piano, Tino jr – Sax, Ricardo Costa – Bateria e Leo Amoedo – Guitarra
________________________________________________________________________________________________________________________________
Dia 26/01(quarta-feira) – André Vasconcelos
Lançamento do CD “Dois”, do músico e instrumentista André Vasconcelos, considerado hoje uma das referências do contrabaixo brasileiro.
O grupo é formado por André Vasconcellos – Contrabaixo, Josue Lopez – Saxofone, Marco Vasconcellos – Guitarra, David Feldman – Piano e Alexandre Figueiredo – Bateria

Dia 27/01 (quinta-feira) – Thiago Ferté Quarteto
Lançamento do primeiro CD do saxofonista, Underground Scene, com composições próprias tais como Tempestade, Underground Scene, Everland, entre outras.
O grupo é formado por Thiago Ferté – Saxofones, Bernardo Bosísio – Guitarra, Alex Rocha – Baixo Acústico e Rafael Barata – Bateria.

Dia 28/01 (sexta-feira) – Mike Ryan – Quinteto Triboz
Músicos internacionais que já se apresentaram em diversos festivais pelo mundo. O repertório é composto por músicas próprias influenciadas por uma grande diversidade de estilos musicais, como jazz e world music. Residentes do clube de jazz do TribOz – Centro Cultural Brasil-Austrália (Lapa, Rio de Janeiro), cujo diretor-fundador é o próprio Mike Ryan
Tomás Improta (piano/teclados), Mike Ryan (trompete/flugel, percussão e voz), Marcelo Padre (saxofones, flauta e percussão), Rodrigo Ferreira (contrabaixo), Kleberson Caetano (bateria)

Dia 29/01 (sábado) – Jefferson Gonçalves
Jefferson Gonçalves é um dos mais completos nomes da gaita no país. O músico faz um mix entre a música negra norte-americana e o regionalismo dos ritmos nordestinos como o forró, o baião, o xaxado e o maracatu, entre outros. Jefferson Gonçalves – Harmônica; Kleber Dias – violão 12 cordas, guitarra, bandolim e vocal; Fabio Mesquita – Baixo;Marco Bz – Bateria eMarco Arruda – Percussão

Dia 30/01 (domingo) – Tutti
O grupo apresenta temas da música erudita com arranjos jazzísticos, tais como canção do Porto de J. G. Ripper, Acalanto da Rosa de Claudio Santoro e Elegia de H. Oswald, entre outros. Tutti é formado por Ana Azevedo – piano; Daniel Garcia – saxofone; Lipe Portinho -  contrabaixo e André Tandeta – bateria.

Serviço: II Festival de Jazz do Rio
Sala Municipal Baden Powell (500 lugares). Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Tel: 2255.1067 – De quarta a domingo – às 20h – R$ 30,00 / R$ 15,00 (estudantes e idosos) – Classificação Livre.

5 comentários:

Internauta Véia disse...

Pena não estar no Rio...!

coimbra disse...

Eles lá e nós cá.
Os paulistas e mineiros devem estar na maior...

pituco disse...

master lester,

valeô a dica...que programação bacanuda

abraçsons

Anônimo disse...

Ótima dica, Master

APÓSTOLO disse...

O Rio merecia, celeiro que é de tantos músicos excepcionais, cariocas ou lá radicados.