02/05/2011

Sketch Jazz



Desenho e música se misturam nos traços dos ilustradores de jazz de SP - Fãs do gênero musical, eles enchem os livros de esboços durante as apresentações; algumas ilustrações vão depois para a internet, é o que nos conta Vanessa Correa, da Folha de São Paulo:

É quinta à noite, o grupo de desenhistas profissionais se reúne para assistir a um show de jazz. Depois do dia de trabalho fazendo ilustrações de livros e story boards para comerciais de TV, eles só querem saber de uma coisa: desenhar de novo. Há cerca de uma ano, ilustradores se encontram todas as semanas para o Sketch Jazz, evento em que desenham bandas que tocam nos bares de São Paulo. Em comum, além da paixão pelo desenho, eles têm o gosto pelo gênero musical nascido em Nova Orleans, nos EUA.

A 37ª reunião do grupo foi na última quinta no Paribar, no centro. Eram cinco. Mas o evento, que visita diversos bares, chega a reunir mais de 15 ilustradores. Entre copos de cerveja, munidos de aquarelas, lápis carvão, canetinhas e marcadores de texto, eles fazem diversos "sketches" da banda da noite. O suporte para os desenhos são os livros de esboços, os "sketchbooks". "Não perder o prazer de desenhar, essa é a ideia do Sketch Jazz", explica Montalvo Machado, 45, um dos criadores do evento.

Ganhar a vida desenhando não é fácil, porém. "Às vezes o cliente manda o desenho de volta porque o vermelho do rótulo da garrafa de cerveja não ficou no tom exato ou porque a gotinha não era para estar bem naquele lugar", conta Leo Gibran, 38. Durante o show, os desenhistas viram uma atração à parte, com sua mesa sempre próxima à banda. Ao final, os "sketchbooks" abertos são reunidos para uma foto, imediatamente postada no site sketchjazz.org. Depois, alguns sketches também são compartilhados na rede. "Todo mundo está vendo a mesma coisa, mas cada um tem uma linguagem diferente", diz Eduardo Bazjek, 35.

5 comentários:

Internauta Véia disse...

Gostei da idéia!

Paula Nadler disse...

Lembrei do Salsa, ele poderia tocar sax e pintar ao mesmo tempo. Beijo!

Salsa disse...

cool.
Minha Paulinha, ainda me recupero da última caminhada, mas já estou conseguindo pensar em outro passeio com você.
Pintar e tocar sax, no entanto, é tarefa que só o Nardelli consegue.

Mateus disse...

vo seguir seu blog segue o meu *-*

figbatera disse...

Que coisa bacana...