14/06/2006

Goodbye Pork Pie Hat

.
Lester Young é um dos meus saxofonistas prediletos. Ele representa o lado mais sutil, leve, contido e delicado do saxofone no jazz, em oposição direta ao sopro mais poderoso, aberto e violento de Coleman Hawkins. Se Hawkins foi o músico que abriu um espaço nobre para o saxofone no jazz – um instrumento até então menosprezado em favor do trompete e do clarinete –, Lester foi o músico que trouxe uma nova linguagem para o instrumento. Por sua tonalidade e cor, Pres (the president of the tenor saxophone players) é considerado o pai do cool jazz, estilo que foi desenvolvido mais tarde por Miles Davis na costa oeste e por vários músicos brancos na costa leste. O vídeo Jammin' The Blues é, sem dúvida, um dos registros mais importantes da história do jazz, embora eu preferisse Billie Holiday a Marie Bryant no vocal. Esse e outros clássicos de Lester Young podem ser vistos e ouvidos no dvd Jammin’ The Blues, lançado pela Efor em 2004, que contém 9 faixas adicionais. Existem outros lugares onde podemos encontrar a faixa Jammin’ The Blues, como no excelente documentário Song Of The Spirit: The Story Of Lester Young, de Bruce Fredericksen, lançado em 1988.

Para aqueles que quiserem se aprofundar na vida de Pres, recomendo a biografia Lester Leaps In: The Life Ans The Times Of Lester Pres Young, escrita por Douglas Henry Daniels e lançada pela Beacon Press. Para uma análise musicológica profunda de toda a obra de Pres podemos contar com a magnífica obra You Go To Original, Man ! The Music Of Lester Young, de Frank Büchmann-Moller, lançada pela Greenwood Press. No dvd da Efor você pode ouvir e ver os seguintes músicos ao lado de Pres: Count Basie, Marlowe Morris (p), Clark Terry, Harry "Sweets" Edison, Buck Clayton, Al Killian, Ed Lewis (t), Dicky Wells, Eli Robinson (tb), Buddy DeFranco (cl), Tab Smith (ss, as), Earle Warren (as), Illinois Jacquet, Wardell Gray, Buddy Tate, Don Byas (ts), Jack Washington (bs), Jimmy Lewis, Walter Page, Red Callender (b), Big Sid Catlett, Jo Jones, Gus Johnson (d), Freddie Green, Barney Kessel (g), Jimmy Rushing, Helen Humes, Marie Bryant (v), Archie Savage (dancer). Barney Kessell, o único músico branco do grupo, teve que passar corante na pele a fim de parecer mais escuro nas filmagens …

20 comentários:

Fuck You Google disse...

Hey, I really like this blog!

It's great.

bia disse...

viciei rssrsrs

beijo

Vinícius disse...

mandava bem o lester!

Salsa disse...

This is the sunny side of the street

madruga disse...

Nada como acordar e ouvir as musicas do jazzseen

bom dia

bocao disse...

Nada como almoçar ouvindo o jazzseen

boa tarde

Anônimo disse...

Muito bom, esse blog está cada dia melhor.

Parabéns!!!

Alessandra disse...

Que delícia o Cinema Jazzseen, é um przer navegar por aqui, parabéns,o Blog está cada vez melhor!

soneka disse...

nada como ir dormir ouvindo o jazzseen

boa noite

Nocío da Silva disse...

esse blog tá com uma muglerada danada. Se deixarem fotos, voltarei de novo.

Nocío da Silva

Sem sono disse...

Enquanto o sono ñ.vem, Jazzseen!!!

curuja disse...

E quando o sono chega ... jazz sim!

john lester disse...

Quem inventou o trabalho ???

Eca.

Anônimo disse...

Com certeza quem inventou é um tremendo de um sem graça.
Tem tanta coisa boa na vida p fazer, mas a maior parte dela é destinada ao trabalho. Ninguém merece, rsrs!!!!!!!!!!!

Beijos p vc André.

andré disse...

Quem está me beijando heim ???

Fiquei curioso ...

Frentista beijador disse...

Sou aquele frentista da propaganda da rede de postos de gasolina.

Anônimo disse...

Quem está te beijando? Digamos q seja uma admiradora secreta.

Beijo

J L disse...

Bem, se essa admiradora secreta não tiver bigode, tudo bem !

Admiradora secreta disse...

Acabei de depilar. Ficou lisinho, lisinho.

Verdadeira admiradora disse...

Eu acho q tem alguém querendo se passar por mim. Essa postagem acima não foi feita por sua admiradora secreta JL, pode acreditar.

Fique tranquilo, não há bigode.

Beijo

Saudade