15/06/2006

A guitarra do Herb

Nos últimos dias eu estive às voltas com a reedição de um capítulo da minha tese que foi devorado por vírus (isso é a pós-hiper-modernidade: antigamente eram as traças que comiam nossos textos). Há males que vêm para o bem. No caso, sentado à frente do meu computador, ouvi música como eu não fazia há muito tempo. E, nesse ínterim, descobri que só tenho um disco do Herb Ellis como band leader (aliás, nem sei se é: na lombada estão os nomes dele e do Ray Brown). O nosso guitarrista tem um trajeto bastante bom no trio do Oscar Peterson (fato que já justificaria a sua existência na face da terra) e gravou uns lances com Joe Pass (aos quais eu não ouvi, mais por implicância com mr. Pass). Questiono-me mas não encontro razão para isso. Lembro-me que quando eu comprei o disco After you've gone, havia outro do qual eu não gostei (não me lembro o nome). O disco que eu possuo, conta com a participação de Plas Johnson, saxofonista de sopro interessante e dono de um bom fraseado (como vocês poderão verificar na faixa que eu deixei no gramophone), mas de quem eu tenho menos discos ainda (nenhum, no caso); vocês, com certeza, o conhecem: é ele que toca o tema da pantera cor-de-rosa. Voltemos ao Herb (parece mania de americano: é o segundo com nome de fusquinha que aparece no blog): o camarada é bom, mas será que ele é um daqueles que Reinaldo, o presidente do Clube das Terças, costuma dizer que têm a sina de só funcionarem como sidemen? Enquanto eu aguardo umas cópias que o Lester me prometeu, você, caro navegante, pode deixar sua opinião.

7 comentários:

fuscao preto disse...

Nada melhor que Herb as 3 da madrugada...

fuscao preto roubado disse...

Po, acho que roubaram o fusca salsa, nao tem nada la no gramophone nao

fuscao preto roubado disse...

Po, acho que roubaram o fusca salsa, nao tem nada la no gramophone nao

Salsa disse...

Tem sim.No gramophone by salsa. Logo depois da faixa com Art Pepper está o tema Flintstones II.

john lester disse...

Salsa e sua apregoada alma docente em ação ...

Bom dia aos amigos jazzseen !

Reinaldo Santos Neves disse...

Dr. Salsa.

Herb Ellis tem um cd muito especial como líder, que é Nothing But the Blues, da Verve. Deve ser um dos que nosso dinâmico Lester prometeu a você. Ali Ellis toca com várias sumidades do jazz, tipo Roy Eldridge, Dizzy Gillespie, Stan Getz, Coleman Hawkins e, é lógico, Oscar Peterson e Ray Brown, seus companheiros no OP trio. Gravações de 57 e 58, ou seja, safras excelentes. Bons tempos jazzísticos aqueles, quando a única pessoa chamada Ornette que tinha alcançado alguma notoriedade era uma vedete do Moulin Rouge, Ornette Dubonnet (isso é pra agradar ao inimigo n. 1 de Ornette Coleman, J. L.).
Por falar nele, aproveito para congratulá-lo pelo Cinema Jazzseen. Agora, ainda mais que antes, o blog justifica o nome que tem e chega aos píncaros da sofisticação. Com que outras benesses ainda nos agraciará esse incansável promotor do jazz que é nosso caro confrade John Lester?

Reinaldo Santos Neves

john lester disse...

Nada como almoçar ouvindo o jazzseen ...

Melhor ainda é digerir o tinto com filé depois de ler as palavras de Reinaldo, um dos melhores escritores capixabas que conheço. E, como todo bom escritor, Reinaldo exagera: nada disso seria possível sem a cooperação e o conhecimento do músico e amigo Salsa, ele sim, o verdadeiro incentivador desse humilde projeto.

Um abraço a todos, JL.