25/06/2006

O pianista

Vou falar um pouco sobre esse cara antes que passe o ímpeto de contemporaneidade que tem me afetado ultimamente. Trata-se do pianista que toca no disco comentado logo abaixo: Fred Hersch. Fiquei curioso a partir da sua performance ao lado de Daniels e descolei dois dos vários cds por ele lançados (ele já gravou umas três dezenas nessas duas últimas décadas). O primeiro que eu consegui, Songs we know, foi gravado em 1998 com o guitarrista Bill Frisell (músico da nova geração, um tanto eclético, que merecerá comentário específico no futuro). A dupla interpreta onze standards (inclusive Wave, de Tom Jobim). O disco soou-me um pouco arrastado demais, mas a seu favor conta o clima aparentemente descompromissado com o virtuosismo e o exagerado desejo de novo que persegue os músicos contemporâneos. Em alguns momentos reverbera a simples intenção lúdica desses dois bons instrumentistas, algo que me agrada de imediato (vocês poderão conferir em Softly as in a morning sunrise, cujo arranjo está confortavelmente matinal). O segundo, Plus 2, gravado em 2004, é o trio do pianista (Nasheet Waits, bateria, e Drew Gress, baixo) com mais dois convidados (daí o título): o trompetista Ralph Alessi e o tenorista Tony Malabi. Esse disco é mais autoral (a exceção fica por conta do tema And I love her, dos besouros de Liverpool) e Hersch e seus asseclas mostram um jazz que apresenta, sob as roupagens atuais, alguma influência da sonoridade do final dos anos cinqüenta e início dos sessenta (a pegada de Hersch lembra bastante o estilo de Bill Evans). O resultado final me agradou. O comentarista do All Music chama a atenção para a faixa Lee's dream (eu também achei bacana), uma homenagem a Lee Konitz interpretada por Hersch e Malabi. Deixarei uma faixa de cada no meu gramophone procês conferirem.

4 comentários:

cartola disse...

Gostando de ver Salsa. Sacodindo as traças e trazendo novidades. Beleza pura.

audiólatra disse...

Mas diz: e música de verdade? Quando vcs vão colocar?

Audiólatra!!!

Salsa disse...

Essa aí ainda não inventaram. Aproveite as imitações, como diria Platão.

Rogério Coimbra. disse...

Boa escolha Salsa. Fred Hersch é um pequeno grande pianista. Experimente " Evanessence: A Tribute to Bill Evans", de 1990; mas infelizmente tem o Toots chupando cana em três faixas.