10/08/2006

Capixaba faz bem?

.

Quem disse que o capixaba só serve para receber pó de minério da Vale no rosto e na varanda? Agora também vamos ter o óleo da Petrobrás em nossas praias e gaivotas. E se você reclama porque não há festivais de jazz no ES, não se esqueça de que, para dar projeção nacional ao estado, temos sanguessugas capixabas muito afinadas tanto no Congresso Nacional (Marcelino Fraga – PMDB) quanto no Senado Federal (Magno Malta – PL). Enquanto isso, a TV Gazeta insiste diariamente em nos afirmar o orgulho de ser capixaba. Mas eu me pergunto: orgulho é fruto de marketing de segunda ou de ações concretas? Por essas e por outras, nossos verdadeiros valores, sempre que conseguem, saem correndo do estado. Esse é o caso do grande violonista capixaba Robson Miguel. Ao contrário dos negros capixabas politicamente corretos, Robson não queria saber de tocar tambor nem casaca. Era apenas um jovem pobre que aprendeu o violão de ouvido e, assim, teve que ir para a Espanha ser reconhecido como um instrumentista virtuoso. Quem sabe um dia nosso estado passe a promover, muito além do inofensivo congo, outros tipos de música menos rudimentares. Quem disse que o povo adora desfiar siri a vida toda? Quem disse que a Vale ou a Petrobrás são boas para nós? 

Quem sabe um dia o ES volte a ter um festival de jazz promovido por essas empresas que tanto mal têm causado ao ES. Marien Calixte, um amante sincero do jazz e apresentador da Rádio Universitária, sabe do que estou falando. Aos navegantes cansados dos reco-recos e revoltados com a falta de apoio cultural nesse estado, deixo algumas faixas de Robson Miguel no Brazil Jazzseen. Afinal, o orgulho não é algo que possa ser gerado mediante propaganda maciça em jornais e TV. O orgulho é fruto de ações, patrocínios e resultados. Orgulho mesmo é quando nossos Robsons não precisarem sair daqui para fazerem música de boa qualidade. Aí sim poderemos dizer: capixaba faz bem!
.

6 comentários:

avaliador de blogs disse...

Em homenagem ao Robson a nota do blog será elevada de 5 para 7.

O caminho é esse. Vcs chegam lá!

Cretino , de Creta. disse...

Fui!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Os irmãos Marx me esperam.

John Lester disse...

Prezado Avaliador de Blogs, com tantos milhões de blogs por aí o Sr. decidiu atracar logo aqui no Jazzseen?

Se o Sr. sumir, ganha nota 10. Fechado?

Capixaba disse...

É isso mesmo, temos que incentivar os valores da nossa terra !

Hum Capichaba disse...

John Lester

Depois desses comentários abalisados, para você se tornar um capixaba completo somente falta casar com uma capixaba (escolha apenas uma das muitas que você namora), ter um filho capixaba e receber o título de cidadão espírito-santense.

John Lester disse...

É necessário esclarecer que John Lester tem apenas uma namorada. Ela é uma mulher capixaba, maravilhosa, bonita, inteligente e carinhosa. Seu nome é Fabiana.