08/10/2006

Guitar player's week: 2 - Django Reinhardt


Já ouvi algumas versões sobre o acidente que inutilizou dois dedos da mão esquerda do guitarrista cigano Django Reinhardt. Todas levam a crer em algum barraco envolvendo a mulherada (vocês já devem ter ouvido falar do gênio esquentado das ciganas). Conta-se por aí que durante uma festa num acampamento (lá pelo final dos anos 20 do século passado) uma mulher ciumenta (outros dizem que foi o marido da cigana) tacou fogo no nosso guitarrista e inutilizou-lhe dois dedos da mão esquerda (o quarto e o quinto). A versão mais light diz que foi um incêndio acidental. O que importa é que, apesar dos dedos inutilizados, Django não desistiu e criou uma forma peculiar de tocar seu instrumento que tornou-se a sua assinatura. A pegada carregada de influência dos zíngaros impõe uma sonoridade especial nas suas interpretações. Indico o disco Nuits de Saint-Germain des-Prés para aqueles que ainda não conhecem o seu som (esse disco é da coleção jazz in Paris, da Gitanes que, aliás, lançou mais alguns de períodos diversos da vida do camarada). Foi gravado pouco antes de sua morte, em 1953. Deixarei alguma coisa para vocês ouvirem no Gramophone by Salsa.

2 comentários:

waltel disse...

Grande cigano!!!

John Lester disse...

O camarada parece um Dilermando Reis cheio de cocaína!!!

Como dizem na França: tem um plus a mais.