19/10/2006

Mr. Salsa's Business

.

Aproveitando o clima criado pelo Desafio Jazzseen de outubro, que açambarca meio quilo dos melhores saxes alto do west coast, deu uma vontade danada de ouvir um sax alto mais ácido, mais raiz ou mais afro-descendente como diriam os politicamente corretos. Lembrei logo do canibal Adderley, assim apelidado por sua insaciável fome. Claro que sua folclórica marca de 13 hot dogs e 9 folheados de creme durante uma gravação nos anos 1960 nem chega aos pés da voracidade de Mr. Salsa que, na última terça, durante um dos intervalos de seu show com o pianista italiano Turi Collura no Balacobaco, detonou 23 mini-quibes e 17 mini-pães árabes com molho de pimenta jamaicana moída. Nós, os donos da mesa, Rogério, Fernando, João e eu, entre estarrecidos e lisonjeados pela forte presença do artista, resolvemos atacar também, numa verdadeira luta ensandecida pela sobrevivência. A certa altura alguém chegou a citar Darwin, tentando conter os movimentos rápidos e ariscos por sobre a mesa, mas em poucos segundos os petiscos terminaram. Sentimos, todos nós, o direito inalienável de pedirmos uma música ao saciado glutão e, como só poderia ser, escolhemos This Here, na levada soul do álbum Dizzy’s Business, de 1963. Com Cannonball Adderley estão seu irmão Nat na corneta, Yusef Lateef no tenor, Joe Zawinul nos teclados, Sam Jones no bass viol e Louis Hayes nos pandeiros. É só clicar abaixo e se deliciar.
.



4 comentários:

Ouvinte disse...

O rapaz,pelo jeito, manda muito bem.

gulosu disse...

Vocês vão ao Balacobaco para comer quibe ou para ouvir jazz?

Salsa disse...

Mr. Lester, desse jeito o povaréu pennsará que eu sou o tal Predador.

John Lester disse...

Bem, predador eu não sei, mas devorador...