13/11/2006

Célula Da Sociedade

.
A Heath é uma das mais competentes famílias do jazz. Percy (contrabaixo), Jimmy (saxofone) e Albert (bateria) estão entre os melhores músicos do bebop e todos três tiveram carreiras de inquestionável sucesso. Ainda bem jovens, na década de 1940, Percy e Jimmy partiram para New York com o sexteto do trompetista Howard McGhee. Nessa época puderam tocar com os mestres Dizzy Gillespie, Charlie Parker e Thelonious Monk. Albert, o caçula, seguiu seus irmãos um pouco mais tarde, na década de 1950, tocando com J J Johnson, Johnny Griffin e Mal Waldron. Em 1951 Percy substituiu Ray Brown no quarteto de Milt Jackson que mais tarde viria a se transformar no famoso Modern Jazz Quartet. Jimmy, conhecido como little bird por sua habilidade no manejo da linguagem de Charlie Parker, andou envolvido com drogas na década de 1950, passando uma temporada na cadeia. Ao sair, substituiu John Coltrane no sexteto de Miles Davis. Na década de 1960 Albert parte para a Escandinávia, onde tocou com Dexter Gordon e Kenny Drew. Percy seguia tranqüilo no MJQ enquanto Jimmy formava seus grupos ao lado de Art Farmer. Na década de 1970 formam o quarteto Heath Brothers, com Stanley Cowell no piano. Em homenagem aos irmãos deixamos no Gramophone Jazzseen – logo acima – a faixa Justin Time, retirada do álbum Swamp Seed, gravado em 1963. Com os Heath brothers estão Herbie Hancock (notem como ele sabia tocar bem o piano) e Donald Byrd no trompete. Boa audição!

3 comentários:

Salsa disse...

Família arretada, essa.

augusto carlos disse...

E não é que o Herbie sabia tocar piano?

rafael disse...

Beleza de som Lester!