23/12/2006

Sexta-feira mágica no Don Oleari

A sexta foi melhor do que eu esperava. Fui ao Don Oleari, meu vizinho, para fazer aquele sonzinho básico (nem todos têm a sorte de ter um boteco com boa cachaça, cerveja gelada e tira-gostos honestos ao lado de casa - sem contar a sempre gentil e agradável presença do Osvaldo e do seu filho Pedro). O lance, como vocês podem deduzir a partir das fotos, é totalmente descontraído - a gente toca na calçada. Iniciamos como trio e terminamos como um quinteto - rolou uma canja do argentino radicado em Vitória Norberto Fynn e do Pedro Oleari (que arriscou umas corretas notas em três temas). A companhia de meus parceiros Diego Frasson (d) e Fausto (b) permitiram-me momentos que quase me fizeram acreditar que eu toco sax.

7 comentários:

Guzz disse...

que beleza !!
jam, jazz, cerveja gelada ...

Salsa disse...

Pois é, Guzz, a rapaziada faz um som despretencioso, mas muito divertido. Ganhei meu presente de natal.

olney disse...

Estas são algumas das coisas de que mais gosto na vida...

Salsa disse...

E aí, Olney, já recebeu os discos?

olney disse...

Oi Salsa, se vc despachou mesmo, já devc ter chegado; estou no Rio desde o dia 20 e só saberei na volta (ano que vem). Mais uma vez, muito obrigado pela sua atenção... e muito jazz e cerveja no Ano Novo!!!

John Lester disse...

São aberrações desse tipo que têm me obrigado a manter meu saxophone no estojo...

Salsa disse...

Não entendi: por que "aberrações"?