01/01/2007

A primeira do ano!!!

Há algum tempo atrás eu li a coluna de um jornalista (não me lembro qual) que observou como o sinal de exclamação - aquele sinal que indica surpresa, alegria e indignação - havia sumido das manchetes dos jornais. Tudo parece pasteurizado e banalizado: ninguém se surpreende, ninguém expressa a indignação, ninguém fica alegre. Bom seria se, nesse ano que adentramos, a exclamação voltasse a ocupar o seu lugar não só nas manchetes, mas também na nossa capacidade de expressar nossos sentimentos. Enquanto isso não acontece, ouçamos o som de Oliver Nelson, agora no cd Screamin' the blues. O saxofonista, quem sabe, pode nos inspirar a botar a boca no mundo. Gravado em 1960, o disco inicia com o blues-título, de típicos 12 compassos, no qual Nelson usa todas as "exclamações" possíveis. O disco prossegue trafegando por diversas variações do bom e velho blues. O som rascante do sax de Oliver Nelson, acrescido da selvagem sonoridade de Eric Dolphy e do trompete vivaz de Richard Willians nos leva a uma viagem de profunda expressão. O restante do sexteto é composto pelo bom pianista Richard Wyands, pelo baixista George Duvivier e pelo baterista Roy Haynes, que reforçam e consolidam esse trabalho primoroso. É um disco que propicia o encontro do sol com a lua. Eu o considero um daqueles classificados como indispensável. Deixarei duas faixas no Gramophone by Salsa.

4 comentários:

sessentão maconheiro de copacabana disse...

Esse eu ainda não tenho. Vou à Modern ver se tem.

olneyfig disse...

Salsa, tem algum jeito de se baixar essa músicas do Gramophone?

Salsa disse...

Ô, Olney, até onde eu sei, não é possível. Depois a gente pensa um jeito para você conseguir. Aliás, se você não encontrar nas lojas do ramo, talvez encontre no velho e-mule.

João Luiz disse...

Sem comentários.Muito boa pedida mr.Salsa.