07/03/2007

Ryan Kisor

.
Ryan Kisor nasceu em 1973. Aos dez anos já tocava em bailes, aos doze inicia estudos clássicos. Aos 15 anos se encontrou com Clark Terry numa dessas programações de jazz de verão, reconhecendo no mestre uma de suas influências. Após tocar em diversas high school bands, Ryan vence a famosa competição promovida pelo Thelonious Monk Institute. Ele tinha apenas 17 anos e deixou para trás adversários como Nicholas Payton e Marcus Printup. Logo em seguida, parte para a Manhattan School Of Music, estudando com professores como Lew Soloff e outros. Ryan tem gravado muito, tanto como líder quanto como sideman. Suas aparições em grupos como Mingus Big Band e Micehl Camilo Big Band demonstram sua versatilidade e competência em variados ambientes, sempre com o sotaque hard bop herdado de grandes trompetistas do passado. Ryan é o tipo de músico que transita entre músicos como Gerry Mulligan, Wynton Marsalis, Wycliffe Gordon, Horace Silver e Walter Blanding. Aos 34 anos de idade, Ryan promete. Para os amigos navegantes deixo a faixa Birdlike (composta por Freddie Hubbard) extraída do excelente álbum Battle Cry, gravado em 1997. Com ele Sam Yahel (org), Peter Bernstein (g) e Brian Blade (d). É ali, no Gramophone By Jazzseen.

8 comentários:

Velhinho disse...

nome exótico, som bacana. Até o órgão está comportado.

thiago disse...

gostei do alemão

Rui Veiga disse...

Muito bom o blog mesmo!!
Parabéns aos dois Jazz lovers!

só jesus salva disse...

Quem diria, um cara com essa cara de pastor de igreja evangélica tocando jazz desse jeito...

Amém!!!

Rosângela disse...

Olá. Fico feliz em saber que ainda exista pessoas como você, que se preocupa em escrever algo que tenha conteúdo para pessoas que como eu não tiveram oportunidade de ter contato com a música e sua hitória.Que aliás, a cada ano aprendo mais contigo.
Obrigada por iniciar-me neste mundo fantástico da música.

OLNEY disse...

Tb gostei...

ps.: e aí Lester, recebeu o meu e-mail?
o "negócio" é pra valer mesmo?

John Lester disse...

Sim, prezado Olney, o prêmio é seu.

Me dê apenas algum tempo, ok? Ando meio ocupado com o trabalho.

Grande abraço, JL.

olney disse...

Obrigado; aguardarei com paciência...