20/09/2007

Amizade Digital

Nossa amiga tecnologia tem permitido novas amizades ao redor do mundo. E tudo a partir de um sentimento de amor comum: o jazz. Nessa jornada insana que é manter um blog, eu e Mr. Salsa temos esbarrado com grandes figuras que, infelizmente, só tivemos chance de conhecer digitalmente. Podemos citar algumas delas, sabendo desde já que minha memória será injusta: Abílio, Adalberto, Alessandra, Alex, Ângelo, Arcemir, Augusto Carlos, Bia, Camila, Carla, Chico, Cigarra, Clara, Cláudia, Cleber, Daniel, Danilo, David, Edú, Elisa, Emerson, Fabiana, Fernando, Frederico, Grijó, Gumercindo, Guzz, Heide, Jazzman, Joflavio, João Luiz, João Moreira, Joe, Jorge, Loronix, Manuela, Marisa, Maurício, Miguel, MVCosta, Olmiro, Osvaldo, Paula, Paulinho, Pedro, Peter, Reinaldo, Roberto Barahona, Roberto Scardua, Rogério, Sérgio, Thiago, Túlio, Turi, Vinicius, Walfrido, Wolfgang, Zé Eduardo... Um abraço a todos!
Felizmente o Festival Tudo é Jazz 2007 tornou possível o que poderíamos denominar de Primeiro Encontro Jazzseen. Nele estavam (na foto, da esquerda para a direita): Mr. Salsa, Olney (um dos mais antigos e participativos visitantes do Jazzseen), Mr. Lester e Wilson Garzon (organizador do mais completo site brasileiro sobre jazz que conheço). Foi um encontro rápido e fugaz, porém muito feliz. Assim como o jazz.

28 comentários:

Predador disse...

Sacanagem! E eu???

augusto carlos disse...

Grande abraço Lester!

olmiro . müller disse...

Caro Mr. Lester

Agradeço, aqui da distante capital gaúcha, a citação. Tudo pelo jazz !

Olmiro V. Muller
P. Alegre - RS

frederico bravante disse...

Gracias Mr. Lester

Manuela disse...

Como não sou poeta fiquei sem palavras. Fiquei sentimental...

beijos John, Salsa, adoro jazz e adoro aqui!

Manuela
Çampaulo

Anônimo disse...

um dia ainda vo nessa tal de terça...

vinicius

camila disse...

Valeu Lester!

camila disse...

Valeu Lester!

Anônimo disse...

Poxa Lester, esqueceu de mim....justamente eu que venho aqui todos os dias.
Um abraço!

Anônimo disse...

Eu, como sempre, me excedo quando escrevo.Grande sacada, uma pausa pra respirar, apos exaustivo trabalho, e a sensação do dever cumprido.A maioria da coisas q sei do assunto,cujo o conteúdo mal preenche meu caderno de caligráfia até segunda linha foi transmitida através da história oral.Encontros de conhecedores q , "entrão" , me atrevia a assistir como ouvinte.A essas aulas presenciais comecei a receber dicas,conhecer livros,estudar música, assinar revistas e empregar minha mesada com discos e ingressos pra shows.Quando comecei a trabalhar e sobrava algum ,reservei pras viagens de férias e por extensão a algum festival ou evento mais celebrado.O jazz, naturalmente contribuiu pra trazer prazer a minha vida.E tudo se iniciou como uma inciativa despretensiosa de amigos que gostavam de jazz e música por extensão, como os elencados no post.Trouxe dissabores,naturalmente, até mesmo rompimento de amizades,pela inconciliação de egos, mas antes de tudo o saldo e elevadamente positivo.Que assim seja a trajetória desse blog.Obrigado pela citação.Atendendo a sugestão do Lester , conhecí o "clube de jazz.com".Parece um pessoal, alguns sobreviventes da Rádio Cultúra SP ,com mentalidade e "background" bem profissional.Lá, infelizmente soube de duas noticías desagradáveis.Uma, a extinção do programa de rádio do Carlos Conde "Jazz Concert", na Rádio Cultura FM, orientada agora na opção em só divulgar música erudita em sua programação.Outra, seu próprio estado de saúde, q inspira muita preocupação.Não pertenço a seu rol de amigos, mas nos encontravamos com certa freqüencia no eventos de música.Reconheço sua imensa importância como divulgador e a do programa q se manteve há mais de 20 anos no ar.O "Clube do Jazz" omite q o idealizador e fundador do programa foi o publicitário Albérico Cilento.Devido a suas atribuições profissionais ele trouxe o Conde pra auxiliá-lo na produção .Depois de dois ou três anos, não sei com precisão, e pelas mesmas razões, ele teve q deixar essa tarefa.Passando o "bastão" ao Conde como o apresentador e produtor titular.Detentor da mais reconhecida e importante discoteca de jazz(em cd e lps )do Brasil o Conde tem papel de relevo na importancia da resistencia do jazz na cidade e estado de São Paulo.Logo ,queira Deus, ele esteja recuperado , são meus votos.Edú

John Lester disse...

Prezado Édu, apèsar de naõ compreender exatamenté que tipó de regra de acentúação você utíliza, nunca considerei prolixos séus longos cómentarios. Muitó ão contrário, considero sua presençá estímulante, bem humorada e muito informátiva.

É um prazer te-lô entre nós!

Angelo disse...

Muito obrigado pela lembrança. Fico lisonjeado.

Grande abraço e parabéns pelo excelente blog (um filé, hehehe).

Salsa disse...

Corroboro a opinião de Lester, pois suas informações têm sido bastante valiosas para mim (e, creio, para todos que freqüentam o blog).
Abraços,

carla disse...

Obrigada lindo...

Anônimo disse...

Lester, ainda bem q meus decretos e pareceres são revisados pelos meus competentes assistentes.Preciso deixar de fazer coisas conjuntas quando escrevo.Sinto.Edú

Roberto Scardua disse...

Lester, devo estar no Brasil em novembro. Que tal uma cerveja no Mangue Seco?

SERGIO disse...

Do Leblon s/Manuel Carlos (Ufa! esse cara consegue inflacionar até bala Juquinha!), agradeço a lembrança.

PREDADOR.- disse...

Os ignorantes, pessoas sem a mínima classificação, continuam aproveitando-se para tumultuar. Ainda bem que o falso predador e seu comentário na inicial, foram completamente ignorados.
Eu, jamais faria tal intervenção, completamente sem nexo, pois estou encoberto por um pseudônimo e não pederia ter, obviamente, sido citado pelo sr. Lester, como seu amigo ou conhecido. Apesar de algumas divergencias que tenho com os srs.Lester e Salsa, em questões relacionadas ao jazz, congratulo-me pelo belo "trabalho" em Ouro Preto, uma verdadeira reportagem sobre o Festival e aspectos culturais daquela cidade mineira, ora repassadas ao blog. Parabéns aos dois.

predador, o legítimo disse...

Esse predador aí de cima, obviamente, é falsa. Aliás eu nunca fui de me congratular com macho e sempre achei Ouro Preto uma cidade chata de lascar. Tenho dito!

sergio disse...

Haja coragem para, em local de gostos e hábitos tão sofisticados, confessar. Mas eu confesso. Sou noveleiro. Leblon/Maneco... Agora, no caso aí encima em questão, quem seria a Paula e a Thais?

Salsa disse...

boa essa, mr. Sergio.

abílio disse...

Valeu maluco! Em novembro to no Rio!

PREDADOR.- disse...

"Predador, o legítimo" é tão ignorante que não sabe nem escrever corretamente. Aconselho a estudar concordância, e, quem se acha muito macho, no fundo sabe o que é, não é mesmo? E, se você ("o legítimo") quer aparecer, coloque um piçorão na cabeça e saia por aí.

olney disse...

Foi uma grande alegria pra mim conhecer esses "rapazes"... os meus professores de jazz!

Guzz disse...

salve John Lester !
qualquer hora dessas vamos estabelecer a ponte aérea entre o RJ e ES ...
e viva o Jazz, a boa música, a moqueca e a caipirinha !
Quem sabe no próximo evento estaremos lá juntos também
Abraço

CigarraJazz disse...

Obrigada pela consideração, Lester. Quem sabe um dia eu consigo ir a um desses encontros jazzseen.
Um abraço.

Elisa disse...

Olá e obrigada pela declaração de amizade :-) que é recíproca, naturalmente.
Um beijo a salsa e um beijo a lester e viva o jazz.

claudia disse...

ei lindo, só vi agora sua gentileza! beijos!