24/10/2007


  • Paris, cidade meia-luz

  • Tim - di Battista não vem à Vitória

  • 2 comentários:

    Eu disse...

    Oi, bom dia, Jazzseen!
    Saudade de Paris...

    sergio (agora Sônico) disse...

    Caríssimos Jazzseenicos - tbm me considero da família e com muito orgulho! Sumido porque agora estou clinicando em endereço próprio, o:

    http://sergiosonico.blogspot.com/

    Lembrei de vcs ao postar, agora, um raríssimo álbum de filme quase idem, mas essencial do mestre maestro Morricone. Por favor apareçam por lá, baixem o que lhes aprouver e, claro, comentem.

    Preciso explicar (mais ao Lester, Salsa... e o dono do mpbjazz, que ainda não tive o prazer nem de saber o nome do homi) que não pus link para esses blogs - e todos os outros que me ajudaram a aperfeiçoar meu gosto musical -, simplesmente pq ainda não sei pilotar aquela bagaça. Na verdade o site me foi presenteado por um blogeiro amigo, tudo nos conformes via internet, como se fazem boas amizades hoje em dia... Pois é, a gente vai com a cara virtual da pessoa... Daí que algumas configurações eu ainda não sei a ciência de como se por pra funcionar. Mas chego lá. De modus que, assim que aprender a passar a marcha à ré, a justiça será feita. Bem, tudo devidamente explicado nos mínimos..., o importante agora é que prestigiem, comentem e freqüentem. Não é só jazz o que rola lá em casa. Mas Morricone precisa desse ou de qualquer rótulo? Inda mais raríssimo como aquele é?

    Estamos lá, como se diz no super-hiper-ultra-popular e como gosto de versar, às órdi.

    Um brinde a todos!