17/05/2011

Jazzseen Recomenda: Revista Mensal do Jazz

Clique aqui para ler

Sobre o autor:

Pedro Cardoso é administrador e consultor de empresas e Jazzófilo. Conheça algumas de suas contribuições ao mundo do Jazz:

- Palestrante sobre o “Jazz Tradicional” no curso “Introdução ao Jazz”, Niterói/RJ, 1989.

- Consultor de Jazz para o espetáculo “Mister Jazz”, 1991, São Paulo/SP.

- Consultor de Jazz para o espetáculo “Jazz’n’Jazz”, 1992, São Paulo/SP

- Consultor de Jazz em encartes para CD’s da série “Vamos ao Jazz”, da Traditional Jazz Band Brasil, São Paulo/SP (Duke Ellington, Blues, Louis Armstrong, Swing Era, Broadway, 45 Anos), 1993 em diante. 

- Autor da coluna “Cantinho do Jazz”, Caderno de Cultura do jornal Hoje em Dia, 1994, Belo Horizonte/MG.

- Palestrante sobre o “Jazz de New Orleans a Chicago” para o SENAC, Santo André / SP, 2008.

- Consultor de Jazz para o encarte do CD “Jazz a la Django” do Hot Club de Piracicaba, Piracicaba/SP, 2008.

- Palestrante sobre “Charlie Parker - A 2ª e Eterna Revolução” na “Mostra Jazz Music SP”, AMBEV, São Paulo/SP, 2009

- Autor da “Revista Mensal do Jazz” para a Internet no site da Traditional Jazz Band Brasil.

- Autor da série “Retratos do Jazz” para o portal do “CJUB” na Internet.

- Autor da série “Guitarristas” para o portal do “Hot Club de Piracicaba” na Internet.

- Autor, em conjunto com Luiz Carlos Antunes, do livro “Charlie Parker – Glória Pessoal, Abismo Pessoal” (em poder de editora para análise).

E-mail para contato: 
apostolojazz@uol.com.br

13 comentários:

Internauta Véia. disse...

Boa, Lester!

Internauta Véia disse...

"Boa" não, Lester, ÓTIMA!!!!!!!

PREDADOR.- disse...

Conheço mr.Pedro Cardoso, por suas intervenções em "posts", nas diversas postagens dos blogs de jazz. Por estas intervençoes, demonstrou-me ser um profundo conhecedor de jazz, principalmente do "jazz clássico", sabendo distinguir "o joio do trigo", cabendo-lhe perfeitamente o título de "Apóstolo do jazz". Parabéns mr.Cardoso por mais esta publicação da Revista Mensal, que, tenho certeza, será de valisosa importância para os apreciadores do jazz. Ao mr.Lester nosso agradecimento também, por esta postagem, mostrando que ainda hoje, existem várias pessoas dando atenção a esse, por vêzes, tão esquecido JAZZ.

pedrocardoso@grupolet.com disse...

Prezado JOHN LESTER:

Sou grato por essa divulgação em seu mais que nobre espaço; é uma honra, já que as postagens em seu blog tem primado pela qualidade.
Essa "Revista Mensal" contendo TOMMY DORSEY foi inciada em março/2011 e será encerrada com a 4ª parte no mês de junho próximo vindouro.
Seguir-se-á um pouco sobre BENNY GOODMAN, também em 04 partes.
Quanto às observações elogiosas do prezado PREDADOR (que nada tem de "predador" e sempre comenta com propriedade e bom gosto nas gravações que indica), há que tomá-las com, pelo menos, uns 80 ou 90% de desconto. Como sempre digo, quem afirma tudo saber, com certeza pouco sabe; de minha parte gostaria de seguir aprendendo JAZZ mais algumas dezenas de anos (claro que com saude, convívio com a família, bons amigos e músicos, bons uisques e vinhos.
Grato !

John Lester disse...

Prezados amigos, estamos todos em casa aqui no Jazzseen. E, sempre, em excelente companhia.

Gostaria apenas que ficasse destacada a qualidade dos textos de Pedro Cardoso, daí nossa recomendação sem ressalvas à leitura de todas as edições da Revista Mensal do Jazz, obra essencial para os amantes do estilo.

Grande abraço, JL.

Érico Cordeiro disse...

Mr. Lester,
Parabéns pela excelente recomendação.
Os textos do Mestre Apóstolo são uma fonte permanente de consulta, uma verdadeira enciclopédia do jazz.
E falta dizer que ele é, acima de tudo, uma fabulosa figura humana, de uma gentileza e uma simpatia realmente ímpares.
Tive a honra de conhecê-lo pessoalmente e de freqüentar a famosa Toca do Jazz da Paulista - ele e sua esposa, D. Matilde são encantadores!
Longa vida a esse verdadeiro Sábio, que enobrece qualquer espaço em que se faça presente e cuja amizade me enche de orgulho.

coimbra disse...

Excelente link.
Linguagem agradável e envolvente, assim como é a do jazz.

Aqui estamos a absorver novas mensagens do apóstolo Pedro para iluminar mais ainda nossos prazerosos caminhos sonoros.

Estou lendo a revsita ao som de Dorsey, tirado da prateleita domingo, quando revi A Era do Rádio de Woody Allen.

Vida longa para a Revista Mensal do Jazz.

Anônimo disse...

Viva o jazz e seus apostolos...Boa dica,ML
Abçs

Anônimo disse...

Edú disse
permita-me uma fresta para felicitar: a passagem de anos de meu eterno editor chefe e pessoa de minha consideração - JL - com o respectivo constrangimento do atraso de cinco dias.Presumo seis agora, pelo horário.E aproveito a oportunidade para cumprimentar também ao Mestre Apostolo pela magnífica iniciativa.Coroando sua eterna generosidade e simpatia no dividir de forma informativa as nuances históricas do jazz adquiridas em profundo estudo e pesquisa.Com duas personalidades desse vulto o Jazz continua resistindo incólume nos selecionados ambientes.

Érico Cordeiro disse...

Só mesmo o Mestre Apóstolo pra tirar o sumido Edú do seu exílio!
Meu amigo, até Bin Laden já deu o ar da graça - por onde andas, ó sumidíssima pessoa?
Dê notícias...

pedrocardoso@grupolet.com disse...

A todos os colaboradores que visitam o "JAZZSEEN" e postam seus comentários = tendo a certeza do retorno do "EDU" (que não conheço mas que sempre "acerta na mosca" com propriedade e vernáculo perfeito), podemos esperar postagens da melhor qualidade.
Estamos de parabéns ! ! !

John Lester disse...

Prezado Edù, bom saber que isca lhe fisga. Seja bem-vindo, de novo.

Grande abraço, JL.

Tibau disse...

Prezado Pedro
Parabens pela edição 68 da Revista Mensal do Jazz. Gostei bastante.
Gostaria de ter podido ler tambem as outras 67 revistas.
Um grande abraço
Carlos Tibau