25/05/2006

A ponte

Outro dia, enquanto assistia ao grande ganhador do Oscar de 1957, A Ponte Sobre o Rio Kwai, com Alec Guinness, eu pensava: onde encontrar um ambiente hard bop despretensioso, onde excelentes arranjos transformam singelas composições em deliciosas iguarias? Onde encontrar uma seção rítmica capaz de manter a alma adequadamente aquecida e o cérebro em constante e lubrificado funcionamento? Devemos procurar alguma célebre gravação aclamada pela crítica ou algum festejado príncipe absoluto do jazz?





.

Não, nada disso. Basta ouvir o esquecido disco City Lights, gravado em 1957 pelo trompetista Lee Morgan. Do alto de seus 18 anos de idade, Morgan convence basicamente por três motivos: excelentes arranjos de Benny Golson, perfeição da seção rítmica – com Ray Bryant (p), Paul Chambers (b) e Art Taylor (d) – e presença brilhante de Curtis Fuller (tb) e George Coleman, o grande tenorista que, para nossa feliz surpresa, mostra toda sua habilidade também no sax alto em duas faixas.
.
Aliado a tudo isso Morgan comparece com sua sonoridade cheia, macia e veloz. Distante da esganiçada genialidade de Gillespie e da sonolenta proposta de Miles, Morgan mostra que pode e sabe tocar o melhor trompete do jazz, sem artimanhas ou malabarismos. Recomendo.








37 minutos de música: na Amazon, por 50 dólares, mais frete e impostos. Na CD Point, por 100 reais, mais frete. Ou de graça, no e-mule.

4 comentários:

José Garibaldi disse...

Coltrane Young
Taí, já gostei, mesmo sem conhecer essa gravação.
Como há muito tempo não dou as caras naquele Clube dos Gagás das Terças-feiras, vou ver se apareço por lá para pegar uma cópia do álbum na próxima reunião. Você está intimado a levá-la, se não irá conhecer o que pode azucrinar a paciência dos outros o irmão mais velho e mais doido do João Lúiz Garibaldi Mazzi.
Prá seu conhecimento, cheguei a me corresponder com o Morgan durante algum tempo pelos anos 60. Parei porque o inglês dele era muito ruim.
José Garibaldi

Botox Almeida disse...

Só espero que João, o comedor de pilha alcalina, não pareça novamente por lá com brilho e ruge. Pega mal pacas pro Clube.

Salsa disse...

Prezado Lester,
É minha vez de pedir cópia. Aliás, é melhor juntar mais alguns em mp3. Estou providenciando as cópias que você solicitou.

Kytty 24 disse...

Esse blog tem cheiro de nafatalina com creolina. Só tem velho surdo nessa josta ?