11/07/2006

Mad Lad

.
Leo Parker (1925-1962) é mais um daqueles músicos de jazz cuja vida errante daria um lacrimejante roteiro de cinema: músico negro genial, tocou de igual para igual com todos os monstros sagrados de sua época, entre eles Charlie Parker e Dizzy Gillespie. Destemido e ingênuo como todo artista, mergulhou de cabeça tanto na piscina azul da música quanto no poço sem fundo das drogas. Resultado: aos 30 anos estava tão detonado pelo vício que mal conseguia soprar seu saxofone. Aos 36, morre. Leo começou no sax alto e com esse instrumento chegou a realizar algumas gravações ao lado de Coleman Hawkins. Em 1944 passa para o barítono. Durante alguns importantes anos atuou na famosa banda de Billy Eckstine, onde teve a oportunidade de tocar com Bird, Sonny Rollins, Gene Ammons, Sonny Stitt e outros tsunamis do saxofone. Aos 22 anos sua saúde já se encontrava seriamente abalada pelas drogas. Ainda assim, Leo conseguiu, sabe-se lá como, realizar algumas excelentes gravações pouco antes de morrer. Duas delas estão sendo relançadas pelo selo Collectables – sobre o qual já tecemos nossos elogios. A primeira é Back To Back Baritones, onde Leo é acompanhado pelo também sax barítono Sax Gill – o destaque fica por conta das battles que travam em algumas faixas, sobretudo na faixa Leo Leaps In – numa comovente homenagem a Lester Young. 

O outro relançamento da Collectables saiu originalmente em 1961 pela Blue Note: Let Me Tell You ‘Bout It, onde o som gutural, rascante e ágil de Mad Lad (esse era seu sugestivo apelido) mostra todo seu swing e habilidade ao lado de músicos um tanto obscuros, porém competentes: Dave Burns (t), Bill Swindell (ts), Johnny Acea (p), Stan Conover (b) e Purnell Rice (d). Infelizmente os editores do blog somente dispõem do álbum Rollim’ With Leo, também da Blue Note. Gravado um mês depois de Let Me tell, com os mesmos músicos, fica difícil acreditar que Leo – talvez o maior barítono do hard bop – morreria alguns meses depois. Aos navegantes deixamos ali em cima, na quinta faixa do Gramophone Jazzseen, Rollim' With Leo. Boa audição.

5 comentários:

Salsa disse...

O negócio aqui é assim: levantou a bola nóis manda a bicuda.

mad rugada disse...

Salsa véi! Acordado a essa hora???

Gostei do Leo, muito mad o cara.

Décio Barros disse...

Esse Lester deve trabalhar por turno, ou não trabalha. Olha a hora que o cara fez a postagem. Gostaria que vocês trouxessem mais informações sobre esses caras que a gente só fica sabendo que existe aqui no blog. São super-interessantes. Valeu!

Alessandra disse...

Pôxa, que rapidez! O cara tá tinindo!!! Legal, Lester, gostei da eficiência.

olneyfig disse...

Muito bom!!!