08/02/2007

Em nome da paz

Considerando a ameaça de bomba feita por João Luiz (tendo como alvo a minha nova radiola - especificamente a música interpretada por Miles) e, de quebra, atiçar o Predador para acabar com o que restar do atentado, vejo-me obrigado a contemporizar. Assim sendo, eu inclui a música We'll be togheter again, um hino à paz, interpretada pelo também trompetista Woody Shaw. Essa faixa foi gravada na Carcamânia (também conhecida como Itália) durante um show acontecido em Bolonha (um dos vilarejos locais, famoso por produzir festivais de jazz e molho de carne moída pra macarronada). O nome do disco é The time is right, e conta com a participação do trombonista e tocador de concha haitiana (não é piada) Steve Turre, do bom pianista Mulgrew Miller, do baixista Stafford James e do baterista Tony Reedus. Algumas palavras sobre Shaw: apesar de seu sobrenome lembrar um chinês, ele, como vocês podem verificar na foto, é um afro-americano. Conhecido pela sua modéstia, poucos são os momentos em que ele foge a essa regra (a foto revela um desses raros momentos em que ele perdeu a compostura: ele estava contando vantagens sobre sua intimidade para uma fã). Quanto ao seu sopro, devo concordar com João: ele está bem melhor do que Miles.


4 comentários:

Danilo disse...

Os fundamentalistas estão chegando...de ovni

pedro ernesto disse...

Somente a guerra constrói!

João Luiz disse...

Calma Salsa! Não pecisa "limar" as músicas de sua nova Radiola porque fiz aqueles comentários. Foi só uma maneira de extravasar meu total desagrado com relação a música do "endeusado" Miles, especialmente daquela fase. Deixa
tocar a Radiola. (Em tempo: Até hoje não consegui fundamentos sólidos que pudesse embasar tal "endeusamento" do sr. Miles Davis. Alguém pode me explicar?)

augusto carlos disse...

Mandou bem Salsa. Muito bom esse tal de Shaw, que eu não conhecia.