22/03/2007

Após longo e acirrado combate, finalmente o Clube das Terças chega a uma conclusão acerca dos melhores músicos do jazz. As discussões foram tantas e de tal monta que o sócio Pedro Nunes resolveu se abster: disse que seria impossível nomear somente 10 músicos, o que faria do pool um verdadeiro manifesto à injustiça. Rogério Coimbra, embora tenha feito uma lista com seus 317 músicos prediletos, acabou cedendo e elegendo seus 10 mais. Entre mortos e feridos, segue o CT’s Pool:

Primeiro Lugar: Thelonious Monk (70 votos)

Segundo Lugar: Lester Young (40 votos)

Terceiro Lugar: John Coltrane, Stan Getz, Dizzy Gillespie, Charles Mingus, Gerry Mulligan, Art Pepper (30 votos)

Quarto Lugar: Chet Baker, Clifford Brown, Miles Davis, Bill Evans, Oscar Peterson, Bud Powell, Lennie Tristano (20 votos)

Quinto Lugar: Cannonball Adderley, Count Basie, Dave Brubeck, Kenny Burrell, James Carter, Ray Charles, Paul Desmond, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Red Garland, Dexter Gordon, Coleman Hawkins, Billie Holiday, JJ Johnson, Barney Kessel, John Lewis, Jacques Lussier, Hank Mobley, Wes Montgomery, Sonny Rollins, Charlie Rouse, Horace Silver, Nina Simone, Sonny Stitt, Art Tatum (10 votos)

Sinto a inafastável obrigação de lamentar que Charlie Parker não tenha recebido sequer um voto. Coisas da democracia e resultado do critério básico do concurso, que era o de escolher os 10 músicos de jazz que cada um dos sócios mais gosta de ouvir. Portanto, segue abaixo uma faixa-homenagem para o gênio esquecido e pouco ouvido pelo Clube das Terças: Bird com Chet Baker at The Trade Winds – The Squirrel.


28 comentários:

João Luiz disse...

Lester, reveja os votos. Faça uma recontagem. Se não me falha a memória, a lista do Presidente(Reinaldo) continha um voto para Charlie Parker. Ou será que minha memória já foi para o espaço?

olney disse...

Considerando os nomes votados, só tem "cobrão" mesmo (uns poucos nem conheço, mas devem ser); mas toda lista está sujeita a "idiossincrasias", né?!

Salsa disse...

Eu me esqueci de Parker. De fato, eu sempre tento esquecê-lo: ele me faz lembrar que eu não toco porcaria nenhuma.

Rogério Coimbra disse...

Parker me deixa nervoso!

thiago disse...

Charlie Parker é chato demais!

augusto carlos disse...

É realmente lamentável que um clube de jazz não ouça Charlie Parker. Intolerável.

Salsa disse...

Considerar Parker chato, jamais. Para mim,ele é insuperável. Tenho tudo que ele gravou (pelo menos o que eu tenho notícia). Esquecê-lo, só Freud explica. No meu caso, é pura inveja.

Reinaldo Santos Neves disse...

A memória de João Luiz está boa.

Eu votei em Mingus, PARKER, Gillespie, Hawkins, Young, Monk, Tristano, Mulligan, Tatum e Basie.

O que fizeram dos meus sufrágios na minha ausência?

Quem ficou com o meu voto pra Parker? Se foi Miles Davis, é muita sacanagem.

Reinaldo Santos Neves disse...

À Mesa Apuradora: Será que não devíamos, como fazia (ou faz) a revista Down Beat nos polls dos críticos, dar a público um "how they voted", ou seja, a lista de cada um dos votantes?

Cretino, de Creta disse...

Pelo que soube esse Reinaldo levou os votos para casa e só depois de discutir com a madame os revelou para o clube, via telefonia móvel. O voto do Parker deve ter escapulido pela janela do Transcol quando passou pelo convento e foi resgatado na marra.Tá cheirando marmelada esse pool. Esqueceram do Parker, essa é a verdade.So what, como diria Miles...

Espanhol ao Mar disse...

Alguns de meus votos foram garfados. Exemplo, votei no Charlie "Bird" Parker pois o considero um tremendo músico e cadê meu voto?
Votei também em Pee Wee Russell.
Nem adianta reclamar com João Luiz - ele só quer saber de Mulligan.
Outra coisa - vi os votos de Chico Brahma e lá constavam Peggy Lee e Mary Lou Williams. E agora?
Sugiro nova votação na próxima terça, com os votos sendo apurados NA HORA.

Vinícius disse...

em primeiro lugar queria saber como algurm pode ter 70 votos, o clube não é só aqueles dez velhinhos da fotografia? quem são os outros 60?

Vinícius disse...

´qu3er dizer então q o grade e unico john coltrane ficou no terceiro escalão?

o josé r. tinhorão votou tb?

Vinícius disse...

tenho quevoltar a escrevewr a acrescentar ao meu escandalizado protesto o fato de o trane estar ali, lado a lado com quem? stan gets;;;;;;;;;;;................,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,/////////////////////// é isso mesmo ou é erro de digitação?

Vinícius disse...

é um escandalo, somente comparavel ao fato de carlie parker ter ficado atras de kenny burrel(não acho q a guitarrar seja um instrumento a ser levado a sério no jazz.....

Salsa disse...

Pois bem, no domingão, no almoço jazzístico na casa do João, iniciaremos o trabalho de recontagem dos votos - se ainda existirem. A prática comum entre os coronéis d'outrora era desaparecer com os originais e substituí-los com cópias. A verdade prevalecerá.

João Luiz disse...

Quem é o tal de "Espenhol ao mar" para saber das votações do clube ? Pelo que me consta, durante a votação da lista dos 10 mais do jazz, não houve participação de ninguém com tal nome. Identifique-se sr. Espanhol ao mar. Quanto a Coltrane, não adianta ficar indignado sr.Vinicius, ele ara músico de segundo escalão, igualmente a Stan Getz.

Salsa disse...

João, você esqueceu a sua pilha alcalina.

Vinícius disse...

rararararará!!!!!!!!!!!!!!!
parece.....................

Vinícius disse...

fica assim então, com quem acha que stan gets está no mesmo nível do trane eu não discuto....

Reinaldo Santos Neves disse...

Concordo com Vinicius que a contribuição de Coltrane para o jazz foi muito maior que a de Stan Getz.

Mas o que eu acho, e o que eu acho que João Luiz acha, é que esse valor agregado de Coltrane como inovador é simplesmente um porre. Nossos ouvidos não gostam do que ouvem e não são capazes de gostar só porque aquilo é um avanço na concepção e na interpretação jazzísticas.

É a velha história da revolução de Joyce na literatura. Prefiro o Joyce de Dublinenses ao de Ulisses e de Finnegans Wake, embora admita a importância ENORME dessas obras como renovações e revoluções da concepção e da técnica do romance.

Nesses termos creio que faz sentido a observação de João Luiz. E faz sentido ele considerar Coltrane tão-somente pelo que fez em suas fases moderadas (pré-despirocação), onde não passava (graças a Deus) de um excelente instrumentista (como Stan Getz).

Espanhol ao mar disse...

João Luiz,
coma suas baterias em paz e se preocupe em descobrir outra identidade mais importante que a minha. Será que o Vinícius não é um alter ego do Cretino de Creta?
Quanto à votação, vocês devem fazer um mea culpa coletivo. Escolheram o mindinho, o seu vizinho, o fura-bolo e o mata-piolho, mas se esqueceram do pai-de-todos: LOUIS ARMSTRONG.
Deve ter sido a mesma atitude mental que atuou no caso de Salsa em relação a Parker - pura inveja. Ou então é a morte simbólica do pai.
Esse Salsa foi na veia, e até parece que é psicólogo

salsa disse...

ahmad...

Vinícius disse...

sou alter ego de ninguém não - não dou valor ao coltrane pelo que ele representa nem nada parecido, me interessa apenas o prazer de ouvi-lo.
Não é todo dia que vou colocar um disco em que ele dá um solo de dez minutos(desafinando no soprano rsrrssr)
mas são muitos os coltranes disponíveis(da epoca qe tocaVA com miles e antes, até a citada despirocação) e todos eles são MUITO superiores ao Stan(que entrou de gaiato na conversa, podia ser muitos outros)

Vinícius disse...

na lista o stan(não tenho implicancia com ele juro) ficou na frente de Clifford Brown, Bill Evans, Lennie Tristano, Cannonball Adderley, Count Basie, Duke Ellington, Dexter Gordon, Sonny Rollins, Horace Silver, etc

podiamos fazer um jogo: eu te digo o nome de cinco cds do coltrane, vc indica 5 cds do stan e comparamos....

Vinícius disse...

por sinal eu disse nque não ia nem discutir, mas não resisti, que graça tem essas listas se não for pra todo mundo reclamar depois?

Vinícius disse...

por falar em joyce, já li ulisses 3 vezes!(mas só a primeira página)

Angelo disse...

Olá.

Para quem ainda tem alguma obstrução em relação a Parker, aconselho ouvir os quatro "motivos" seguintes:

http://emboladaetc.blogspot.com/2007/08/quatro-motivos-para-gostar-de-charlie.html

Um grande abraço!