08/08/2007

Lionel Hampton

Ele não é o meu músico predileto (o som do instrumento que toca ajuda nesse sentido), mas é impossível negar a sua importância para o jazz. Lionel Hampton, com seu vibrafone, conseguiu aplausos de várias gerações durante sua longa estadia nesse plano (passou dessa para a outra [?] vida aos 94, em 2003). Devo reconhecer a sua versatilidade na construção de seus solos, sempre fluentes e precisos. Como, já há algum tempo, eu abdiquei do preconceito, acabei comprando a caixa Lionel Hampton - Complete Quartets and Quintets with Oscar Peterson on Verve. A constelação da caixa é completada por Ray Brown, Herb Ellis, Buddy DeFranco e Buddy Rich. Como de hábito, deixarei alguns temas para os navegantes avaliarem: Just one of those things, Blues for Norman e The way you look tonight.

3 comentários:

John Lester disse...

Um dos meus grandes sonhos de consumo é ouvir os famosos combos de Lionel Hampton sem o Lionel Hampton.

Pense nisso!

Danilo disse...

Bobagem, Lester. Hampton é um mago.

Rogério Coimbra disse...

Ah Mr. Lester, parece que vc está pegando as manias do Garibaldi, cheio e não mne toques. E o Lem Winchestert, está também fora e sua lista. Apresenta alguma coisa dele para a turma.